Tia lá da venda

Para que fingir que não quer mais?

Se iludir que só quer paz

Olha, nós dois é um mistério

Nossa briga ninguém leva a sério

E quando a gente se encontra 

Tão grande é a confusão

Meu corpo só diz sim

Não sabe dizer não

Encontrei a Rosa e ela quis ficar

Depois foi a Ju

Quis falar de amor

Mas não teve jeito

Ninguém acreditou

Indecisão, foi sinal

Meu coração, tão banal

E quem tentou entrar

Não conseguiu

Escorreguei daqui e dali

Vacilei e não aprendi

Foi meu mal

E hoje que eu te encontrei

E hoje o que diz é lei

Até o carteiro, o Zé da Padaria

A tia lá da venda

Sabem minha companhia

Para que fingir que não quer mais?

Se iludir que só quer paz

Olha, nós dois é um mistério

Nossa briga ninguém leva a sério

E quando a gente se encontra 

Tão grande é a confusão

Meu corpo só diz sim

Não sabe dizer não