Crase

Acordo e vejo bem ao lado a ponta de um cigarro

Eu 'tô' todo errado

Mente gira, corpo e copo pela cama

Como ela chama?

Mais uma vez eu morri por saber

Que não tem como ter nessa hora você

Me embebi procurar por alguém

Que tenha o mesmo gosto

Viajei para lhe ter

Por meio de um amor que não o seu

E saí para lhe ver 

Por meio de outro rosto

Vou falar a verdade

'Tô' morrendo de saudades

Vem, vem, vem me dar

Um abraço de tamanduá

vem, vem, vem me dar

Atenciosa, diz que me daria a tarde

Eu quero uma crase

De noite implora que demonstre amor

Mais uma vez eu morri por saber

Que não tem como ter nessa hora você

Me embebi procurar por alguém

Que tenha o mesmo gosto

Viajei para lhe ter

Por meio de um amor que não o seu

E saí para lhe ver 

Por meio de outro rosto

Vou falar a verdade

'Tô' morrendo de saudades

Vem, vem, vem me dar

Um abraço de tamanduá

vem, vem, vem me dar

É a vidaaaaa

Vem, vem, vem me dar

Um abraço de tamanduá

vem, vem, vem me dar